Notícias
Monitoramento Logístico
27 de Março de 2018 . 13h58
Monitoramento Logístico
Com o objetivo de reduzir o número de acidentes de trânsito nas rodovias que cortam o Espírito Santo, o governador Paulo Hartung, juntamente com o diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN|ES), Romeu Scheibe Neto, com o presidente do Sindirochas, Tales Machado, e com o Representante da Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos - FEPESE da Universidade Federal de Santa Catarina, Professor Doutor Flávio De Mori, assinou a Ordem de Serviço para o Início dos Estudos e Pesquisas Aplicadas sobre Acidentes de Trânsito e suas Causas no Estado do Espírito Santo.

Na ocasião, o governador afirmou que o Estado, autoridades competentes e o setor produtivo estão juntos na busca por soluções que garantam mais segurança no transporte de rochas e ressaltou a importância do programa de monitoramento logístico. “O Governo do Estado, o Ministério Público Estadual, a Polícia Rodoviária Federal e representantes do setor de rochas ornamentais vêm discutindo medidas e procurando experiências positivas pelo país.

Encontramos em Santa Catarina uma boa experiência para que possamos ter o controle e garantir segurança no transporte de rochas e para quem usa as rodovias estaduais e federais. Estamos dando um passo importantíssimo”, afirmou Paulo Hartung.

O presidente do Sindirochas, Tales Machado, se mostrou otimista com o projeto. “O monitoramento do transporte será feito com a carreta em movimento. O sistema é inteligente e tem tecnologia para identificar qual o carro e o peso que está sendo transportado. Estamos com grande expectativa de que, com este projeto, possamos voltar com a credibilidade do setor de rochas principalmente na questão de transportes”, destacou.

A diretora do Departamento de Desenvolvimento Sustentável na Mineração, Maria José Gazzi Salum, que representou o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, destacou que cabe ao setor de rochas ornamentais uma responsabilidade socioambiental. “Temos notícias do que o Estado e o setor de rochas vêm fazendo para que a imagem do setor não possa ser manchada por acidentes, como o ocorrido no ano passado. O setor de mineração, como um todo, está constantemente sob o foco da atenção por ser de fato uma atividade que nós não podemos desconsiderar o seu impacto. Mas o setor de mineração vem lidando muito bem com as situações com apoio tecnológico para minimizar os impactos e que haja retornos para a sociedade”, afirmou.

Segundo presidente da Findes, Léo de Castro, o setor de rochas tem mostrado coragem ao enfrentar todos os desafios. “O setor é muito importante para a economia capixaba e, mais do que isso, é um segmento organizado e tem enfrentado de frente os seus desafios, que não são poucos. Eles já avançaram muito nas questões da segurança do trabalho que já foi um problema e, acredito que nesta questão de transportes eles irão obter os mesmos resultados”.

SINDIROCHAS


E-mail: sindirochas@sindirochas.com.br
Fone: (28) 3521-6144
Mais Informações