Fale Conosco     Área do Associado
Notícias
Empresários do setor de rochas participam de reunião com o Governador Renato Casagrande
13 de Maio de 2022 . 10h29
Empresários do setor de rochas participam de reunião com o Governador Renato Casagrande
Conselheiros e empresários do Sindirochas e do Centrorochas acompanharam o presidente da do sindicato patronal, Ed Martins, e da entidade nacional, Tales Machado, no dia 10/05, em reunião com Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande. Em pauta, pleitos do segmento nas áreas de infraestrutura, tributação/fiscalização e meio ambiente.

O encontro contou ainda com a presença dos secretários estaduais Fabrício Machado (Meio Ambiente), Marcelo Altoé (Fazenda) e Ricardo Pessanha (Desenvolvimento).

Maior estado exportador de rochas ornamentais, em 2021, o Espírito Santo acumulou um total de US$ 1,14 bilhões de dólares, sendo responsável por 83,3% de toda rocha exportada pelo Brasil. “O destaque do nosso Estado se dá pela atuação de toda cadeia produtiva na transformação do produto”, reforçou Ed Martins. O segmento gera no ES cerca de 25 mil empregos diretos e 100 mil indiretos. Também é responsável por cerca de 10% do PIB capixaba e de 8% do Valor de Transformação Industrial (VTI), fruto do desempenho das cerca de 1.600 empresas que compõem a cadeia produtiva setorial que está presente nos 78 municípios do Estado.

O presidente do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas), Tales Machado, lembrou da grande participação de empresas capixabas na Coverings 2022, maior e mais tradicional feira norte-americana do segmento de revestimento, realizada de 05 a 08 de abril nos Estados Unidos. “Em 2021, primeiro ano de assinatura do convênio setorial firmado entre o Centrorochas e a ApexBrasil, o setor alcançou recorde nacional de exportações, totalizando US$ 1,34 bi. Recentemente registramos a maior área ocupada pelo Pavilhão Brasileiro na Coverings. Entre as 73 empresas do setor de rochas presentes no evento, 62 eram capixabas”, revelou Tales Machado.

Apesar dos dados positivos, os desafios para manutenção e desenvolvimento do setor são permanentes. Vários pleitos foram apresentados ao Governador e sua equipe, dentre eles a alteração do artigo 530-Z-W, do RICMS/ES, retirando a obrigatoriedade de emissão de nota fiscal de entrada para cada bloco produzido na extração. Por necessitar de uma discussão mais técnica, representantes do setor de rochas e da Secretaria de Fazenda irão fazer um encontro específico sobre o tema. A reunião está prevista para o final deste mês.