Setor de rochas aponta superação frente aos impactos da crise decorrente do Covid-19 - Sindirochas Espírito Santo
Fale Conosco     Área do Associado
Notícias
Setor de rochas aponta superação frente aos impactos da crise decorrente do Covid-19
15 de Outubro de 2020 . 15h36
Setor de rochas aponta superação frente aos impactos da crise decorrente do Covid-19
Expectativas são de que o cenário positivo seja mantido em 2021. Reações foram apontadas pela maioria das empresas que participaram da consulta realizada entre os dias 05 e 11 deste mês para entender os reflexos da pandemia no setor de rochas ornamentais.

O Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas) e o Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcários do Estado do Espírito Santo (Sindirochas) realizaram uma consulta junto as empresas do setor de rochas ornamentais do Espírito Santo, maior Estado produtor e exportador do país. Com foco em entender os reflexos até setembro e visualizar as expectativas para outubro, o levantamento apontou que 64% das empresas não sentem mais os impactos inicialmente trazidos pela pandemia do Covid-19.

Apesar de a maioria apontar superação ao desequilíbrio trazido pela pandemia, permaneceram alguns registros de impacto como clientes negociando prorrogação de prazos (12%), aumento na inadimplência dos clientes (10%) e a necessidade de renegociação de financiamentos (6%). O levantamento faz parte de uma série que vem sendo realizada pelas duas entidades desde o início da crise sanitária mundial para traçar um panorama do segmento.

Entre as empresas que atuam ao mesmo tempo nos mercados interno e externo, 85% indicaram que setembro apresentou crescimento em relação ao mesmo mês do ano passado no mercado externo, e no mercado interno o crescimento foi apontado por 56% dessas empresas. Houve, ainda, indicação de estabilidade para 33% (mercado interno) e 15% (mercado externo). Entre todas as participantes que atuam no mercado interno, incluindo aquelas que atuam nos dois mercados, 68% apresentaram expectativas de crescimento para outubro deste ano em relação ao mesmo período no ano passado e, entre aquelas que atuam no mercado externo, a expectativa é de crescimento, na mesma base de comparação, para 72% delas.

A recuperação sentida pela maioria reflete no quadro de pessoal, 40% dos participantes da consulta informaram ter realizado admissões em setembro e, 41% das empresas apontaram, ainda que realizaram admissões nos últimos meses e já estão com o efetivo maior do que o existente antes do início da pandemia. Com relação a outubro, 25% das empresas possuem expectativa de contratar neste mês.

A maioria das empresas participantes entendem que o cenário positivo para o setor deverá se manter em 2021, mesmo que com um ritmo menor do que o observado nos últimos meses. A consulta aconteceu via formulário eletrônico divulgado nos grupos de WhatsApp das entidades, entre os dias 05 e 11 deste mês. Foram recebidas 46 respostas válidas que considerando o faturamento anual, originaram-se de 76% de empresas de médio porte, 21% de pequenas e microempresas e 2% de empresas de grande porte. Entre elas, 59% têm atuação no mercado interno e externo, 22% têm foco no mercado interno e 20% no internacional.

Confira o material: clique aqui para baixar a consulta na íntegra!

Foto: Qualita Group